terça-feira, 13 de dezembro de 2016

A Nova Versão Transformadora

 e a alteração da ordem de Atos 2.38

Álvaro César Pestana
2016
Antigamente, somente as Testemunhas de Jeová tinham o costume de alterar injustificadamente a tradução de alguns textos bíblicos para promover suas doutrinas particulares. Protestantes e católicos não ousavam alterar dramaticamente os textos, mesmo quando estes incomodavam suas doutrinas confessionais.

Os católicos nunca verteram como “primos” aos textos bíblicos onde os “irmãos” de Jesus foram citados. Os protestantes nunca deixaram de traduzir literalmente as palavras de Jesus a Pedro dizendo que “sobre esta pedra edificarei a minha igreja”. Mesmo com as discussões confessionais sobre os sentidos dos textos, as traduções, tanto quanto possível, não alteravam os textos, mesmo que fossem um tanto incômodos.

Contudo a Nova Versão Transformadora, da Editora Mundo Cristão inaugura, dentro do mundo evangélico brasileiro, a prática de alterar a tradução da Bíblia para o benefício das crenças particulares de alguns.

Neste estudo, focaremos apenas em uma passagem em que esta tradução, ao nosso ver, “forçou a barra” para favorecer a teologia de alguns às expensas da verdade e da qualidade de uma boa tradução.

A dificuldade evangélica com Atos 2.38

O texto de Atos 2.38 sempre foi um problema para os certos movimentos evangélicos que associam a leitura literal do texto com o que eles chamam de “regeneração batismal”, ou seja, salvação pelo batismo ou pela água.

Em meu livro SEMPRE ME PERGUNTAM! Trato especificamente da interpretação de Atos 2.38 e da questão do batismo ser, conforme as Escrituras, “para remissão de pecados” (PESTANA, 2016, p. 317-345).

A histórica polarização evangélica contra as doutrinas dos sacramentos da igreja romana levou alguns deles ao extremo de negar ao batismo aquilo que o Novo Testamento atribui a ele. Contudo, muitos eruditos evangélicos não cometem este erro (PESTANA, 2016, p. 325, 332-337). Logo, o evangelicalismo está dividido nesta questão, não havendo unanimidade.

O texto de Atos 2.38 conecta com o batismo dois aspectos importantes do processo de salvação: (i) o perdão de pecados e (ii) a recepção do próprio Espírito Santo.

Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo. (At 2.38 – ARA).

No passado, alguns dos exegetas evangélicos queriam entender o batismo apenas como um ato de obediência ou de testemunho dos salvos pela fé somente. Tentaram, de muitas formas, diminuir a força de Atos 2.38 dizendo que a frase “para a remissão de pecados” deveria ser traduzida “por causa da remissão de pecados” (PESTANA, 2016, p. 322ss).

Apesar de muitos eruditos de renome adotarem esta interpretação, era um fato bem reconhecido entre eles que a opção por esta “interpretação” era a salvaguarda da “doutrina evangélica” e não o resultado da leitura do texto em si. Tornou-se famosa a afirmação de A. T. Robertson que na leitura de Atos 2.38, primeiro vinha o intérprete e depois o gramático (TAYLOR, 1977, p. 250, §640.6).

Mesmo assim a grande maioria dos tradutores bíblicos não ousaram publicar um Novo Testamento com esta versão que retirava do batismo seu papel no processo de salvação por Cristo.

Numa obra antiga, em inglês, que compara 26 versões do Novo Testamento, observa-se que nenhuma daquelas versões optou pela leitura “por causa da remissão de pecados” em Atos 2.38. Todas, sem exceção, mantiveram a tradução natural e normal, com pequenas variações, mas que transmitiam a ideia de batismo “para a remissão de pecados” (VAUGHAN, 1967, p. 444). Igualmente, numa outra obra que comparava o texto integral das quatro maiores versões inglesas da Bíblia em uso, na época, nenhuma destas alterações se apresenta (VAUGHAN, 1967).

Atos 2.38 na forma alterada da NVT

Para negar que o batismo seja “para remissão de pecados”, a NVT fez uma “transposição” de uma frase, alterando, desta forma, a gramática e o sentido do texto.

Para que todos os leitores possam compreender o que a NVT fez, vamos apresentar abaixo, (i) o texto grego original, com suas frases numeradas na ordem normal, depois, (ii) uma boa tradução portuguesa bem literal e, finalmente, (iii) a NVT, com sua alteração do texto.

O texto original grego é o seguinte (Nestle-Aland 28a):
38 Πέτρος δὲ πρὸς αὐτούς·   ===========================(1)
μετανοήσατε, [φησίν,]  ===============================(2)
καὶ βαπτισθήτω ἕκαστος ὑμῶν ἐπὶ τῷ ὀνόματι Ἰησοῦ Χριστοῦ  =(3)
εἰς ἄφεσιν τῶν ἁμαρτιῶν ὑμῶν   ========================(4)
καὶ λήμψεσθε τὴν δωρεὰν τοῦ ἁγίου πνεύματος. ===========(5)

Exemplificaremos a ordem das frases usando a mais literal de todas as versões portuguesas, a chamada “Tradução Brasileira” (TB), da SBB:
38 Respondeu-lhes Pedro:   ======================== (1)
Arrependei-vos,   =============================== (2)
e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo  == (3)
para remissão de vossos pecados,    ================== (4)
e recebereis o dom do Espírito Santo. =================(5)

Foi mudada, na Nova Versão Transformadora[1], para:
38 Pedro Respondeu: =========================== (1)
“Vocês devem se arrepender, ====================== (2)
para o perdão de seus pecados,  ================ (4)
e cada um deve ser batizado em nome de Jesus Cristo.  === (3)
Então receberão a dádiva do Espírito Santo. =========== (5)

Esta transposição da frase número 4 altera totalmente o sentido do texto, sem nenhuma razão gramatical ou linguística. A razão é puramente ideológico-doutrinária em defesa da confissão de fé de alguns teólogos e grupos evangélicos.

Teologicamente, a mudança significa que a “remissão de pecados” decorre apenas do arrependimento e nada tem a ver com o batismo. Na leitura original, a “remissão de pecados” esta diretamente conectada com o batismo e também com o arrependimento (BRUCE, 1979, p. 98).


Na tabela abaixo, observe que tipo de alteração do texto grego seria necessária para suportar esta tradução.


Qualificamos esta manobra do texto, feita pelos tradutores, como alteração e adulteração, logo, a(du)alteração.

Imagine se fizermos estes tipos de alteração em outros textos da Escritura.

·      Jesus disse: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mc 12.31). Será que daria no mesmo mudar a posição de “a ti mesmo” na frase? Ficaria: “Amarás a ti mesmo, como o teu próximo” (Versão Alterada). Jesus seria o professor do egoísmo e do narcisismo que domina os nossos dias!!!

·      Mudar uma palavra apenas na frase pode mudar tudo. Paulo disse: “Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm” (1Co 9.23a). Vamos aplicar aqui a transposição que se faz na NVT: “Nem todas as coisas são lícitas, mas todas convêm” (Versão Alterada). Mudando apenas uma palavra de lugar, tudo muda!!!

·      Jesus disse: “Quem crer e for batizado será salvo” (Mc 16.16a). Talvez queiram apenas fazer a transposição: “Quem crer será salvo e será batizado” (Versão Alterada). Talvez isto agrade a quem não concorda com o que Jesus disse sobre o batismo.

Enfim, estes poucos exemplos bastam para mostrar que o procedimento da NVT não é razoável e tem todo tipo de dificuldade de se impor. Aparenta ser o que é: uma alteração que adultera o texto bíblico.

Atos 2.38 prejudicando a NVT

A Editora Mundo Cristão tem um grande renome no Brasil e para reforçar seu ethos, apresenta os nomes de grandes eruditos brasileiros em apoio de sua tradução: o saudoso Dr. Carlos Osvaldo Pinto Cardoso e o Dr. Estevan F. Kirschner (NVT, 2016, p. vii). Embora estes eruditos e os outros que trabalharam na versão, tenham boas credenciais acadêmicas, parece que, na tradução de Atos 2.38, falou mais alto a “confissão de fé” e a ideologia denominacional.

A alteração do texto de Atos 2.38 vai contra os princípios anunciados pelos próprios tradutores.

(i) Em primeiro lugar, eles afirmaram seguir, como ponto de partida, a New Living Translation, NLT, da Tyndale House Publishers (NVT, 2016, p. ix).

Ora a NLT não faz nenhuma transposição das frases em Atos 2.38, como a NVT fez.

Observe o texto inglês de Atos 2.38 da NLT:
38 Peter replied, “Each of you must repent of your sins and turn to God, and be baptized in the name of Jesus Christ for the forgiveness of your sins. Then you will receive the gift of the Holy Spirit.[2]

Literalmente temos a tradução, na ordem exata das palavras:
38 Pedro respondeu, “Cada um de vocês precisa se arrepender de seus pecados e voltar para Deus, e ser batizados no nome de Jesus Cristo para o perdão de seus pecados. Então vocês irão receber o dom do Espírito Santo.

Logo, vemos que a NVT se afastou da NLT, uma versão que eles mesmos recomendaram por sua “comunicabilidade e acessibilidade” (NVT, 2016, p. ix).

(ii) Em segundo lugar, eles afirmaram seguir, para o Novo Testamento, as “duas edições clássicas do Novo Testamento em grego” (NVT, 2016, p. x) que são o Greek New Testament (4a Edição, revisada em 1993) e o Novum Testamentum Graece (27a Edição, 1993).

Ora, o aparato de segmentação do Greek New Testament (4a Edição, revisada em 1993) não atesta nenhuma questão de diferença de segmentação do texto em Atos 2.38 para a frase εἰς ἄφεσιν τῶν ἁμαρτιῶν ὑμῶν, “para a remissão dos pecados”.

A única questão de segmentação anotada em Atos 2.38 vem da frase final. A expressão τοῦ ἁγίου πνεύματος, “do Espírito Santo”, é assumida em algumas versões como aposto explicativo de τὴν δωρεὰν, “o dom”. A tradução torna-se algo como: “recebereis o dom, a saber, o Espírito Santo”. (OMANSON, 2010, p. 223).

Assim, a NVT também se afasta das recomendações eruditas e oriundas das maiores e melhores traduções bíblicas disponíveis na atualidade, cujos dados estão sumarizados no aparato de segmentação do Greek New Testament (4a Edição, revisada em 1993).

Além disto, nenhum dos dois textos gregos atesta nenhuma alteração na ordem das frases do texto grego. Não há nenhum manuscrito fazendo a transposição que a NVT fez.

Há várias questões crítico textuais interessantes em Atos 2.38 anotadas nos aparatos dos textos críticos, mas nenhuma destas questões diz respeito ao transpor a frase εἰς ἄφεσιν τῶν ἁμαρτιῶν ὑμῶν, “para a remissão dos pecados”.

Logo, a NVT se afasta dos textos gregos e da erudição mundial que produz os mais renomados textos do Novo Testamento para tradutores e para exegetas.

(iii) Em terceiro lugar, a NVT promete avisar ao leitor, por meio de notas textuais de rodapé, toda vez que necessitar apresentar “traduções alternativas” ou quando seguirem uma “variação textual que difere consideravelmente” dos originais (NVT, 2016, p. xi).

A mudança de ordem e de conexão gramatical-teológica de toda uma frase grega, ou seja, desligar a frase “para a remissão de pecados” do verbo “ser batizado”, para ligar ao verbo “arrependei-vos”, é uma enorme “tradução alternativa”: a tradução normal, que vemos em todas as outras traduções da Bíblia deveria estar, pelo menos, na nota de rodapé.

De fato, a transposição da frase “para remissão de pecados”, no grego, εἰς ἄφεσιν τῶν ἁμαρτιῶν ὑμῶν, embora não tenha nenhuma base nos manuscritos gregos, deveria ser avisada ao leitor como um tipo de “emenda” ou “rearranjo crítico” do texto.

Assim, mais uma vez, faltou coerência da NVT. Assume e anuncia princípios que não segue – pelo menos em Atos 2.38 não o faz.

(iv) Finalmente, a NVT não cumpriu a promessa de “uma tradução inteligível e dinâmica, sem sacrificar a precisão e a fidelidade aos textos originais” (NVT, 2016, p. ix).

Avaliando a transposição de uma frase em Atos 2.38 sem qualquer razão textual ou gramatical, mas, sim, provavelmente, por razões teológico-confessionais, vemos uma tradução que sacrifica “precisão e a fidelidade” em defesa do dogma de alguns.

Enfim, a NVT ficará profundamente prejudicada por esta opção injustificada em Atos 2.38.

Embora o seja grande o segmento do evangelicalismo que considera o batismo como um “não-essencial” no processo salvífico, a NVT ficará negativamente avaliada pelos outros segmentos da cristandade que não pensam desta forma. Já que a opção foi tomada por conta de teologia convessional e não do próprio texto: a NVT torna-se uma versão apenas para um segmento teológico específico dos cristãos.

Atos 2.38 nas versões bíblicas em português

O texto original grego de Atos 2.38 é o seguinte:

38Πέτρος δὲ πρὸς αὐτούς·
μετανοήσατε, [φησίν,]
καὶ βαπτισθήτω ἕκαστος ὑμῶν ἐπὶ τῷ ὀνόματι Ἰησοῦ Χριστοῦ
εἰς ἄφεσιν τῶν ἁμαρτιῶν ὑμῶν
καὶ λήμψεσθε τὴν δωρεὰν τοῦ ἁγίου πνεύματος.

O texto original grego com tradução interlinear literal, palavra por palavra fica assim:

38Πέτρος δὲ πρὸς αὐτούς·
    Pedro             a      eles  

μετανοήσατε, [φησίν,]
Arrependei-vos [dizia]

καὶ βαπτισθήτω ἕκαστος ὑμῶν ἐπὶ τῷ ὀνόματι Ἰησοῦ Χριστοῦ
e  sejam batizados cada um   de vós    no    nome     de Jesus Cristo

εἰς ἄφεσιν τῶν ἁμαρτιῶν ὑμῶν
para perdão  dos pecados vossos

καὶ λήμψεσθε τὴν δωρεὰν τοῦ ἁγίου πνεύματος.
 e   recebereis     o    dom        do Santo Espírito.

Todas traduções em português, sem nenhuma exceção, mantêm o versículo na ordem original. Ninguém viu necessidade e nem teve a ousadia de mudar a ordem das frases, alterando a ordem do texto.

Citamos versões Evangélicas, Católicas, Ecumênicas e até traduções Espíritas e das Testemunhas de Jeová: ninguém alterou a ordem do texto.

Consultamos também paráfrases bíblicas, que têm o costume de tomar grandes liberdades com a ordem do texto: nenhuma delas ousou mudar a ordem para favorecer um sentido do texto que favorecesse sua doutrina.

A tabulação abaixo numera cada uma das versões usadas neste estudo comparativo:

01 – ARA = Almeida, Revista e Atualizada[3]
38 Respondeu-lhes Pedro:
Arrependei-vos,
e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo
para remissão dos vossos pecados,
e recebereis o dom do Espírito Santo.

02 – ARC = Almeida, Revista e Corrigida[4]
38 E disse-lhes Pedro:
Arrependei-vos,
e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo
para perdão dos pecados,
e recebereis o dom do Espírito Santo.

03 – AEC = Almeida, Edição Contemporânea[5]
38 Disse-lhes Pedro:
Arrependei-vos,
e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo
para perdão dos pecados.
E recebereis o dom do Espírito Santo.

04 – AVR = Almeida, Versão Revisada[6]
38 Pedro então lhes respondeu:
Arrependei-vos,
e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo
para remissão de vossos pecados;
e recebereis o dom do Espírito Santo.

05 – TB = Tradução Brasileira[7]
38 Respondeu-lhes Pedro:
Arrependei-vos,
e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo
para remissão de vossos pecados,
e recebereis o dom do Espírito Santo.


06 - BLH (1988) = Bíblia na Linguagem de Hoje[8]
38 Pedro respondeu:
— Arrependam-se,
e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo
para que sejam perdoados;
e vocês receberão do Pai o Espírito Santo.

07 – NTLH = Nova Tradução na Linguagem de Hoje[9]
38 Pedro respondeu:
— Arrependam-se,
e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo
para que os seus pecados sejam perdoados,
e vocês receberão de Deus o Espírito Santo.

08 – NVI = Nova Versão Internacional[10]
38 Pedro respondeu:
“Arrependam-se,
e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo
para perdão dos seus pecados,
e receberão de Deus o Espírito Santo.

09 – KJA = King James Atualizada[11]
38 Orientou-lhes Pedro:
“Arrependei-vos
e cada um de vós seja batizado em o nome de Jesus Cristo
para o perdão de vossos pecados;
e recebereis o dom do Espírito Santo.

10 - A21 = Almeida, Século Vinte e Um[12]
38 Pedro então lhes respondeu:
Arrependei-vos,
e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo,
para o perdão de vossos pecados;
e recebereis o dom do Espírito Santo.

11 – CNBB = Tradução da CNBB[13]
38 Pedro respondeu:
“Convertei-vos,
e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo,
para o perdão dos vossos pecados.
E recebereis o dom do Espírito Santo.


12 – BAM = Bíblia Ave Maria[14]
Pedro lhes respondeu:
Arrependei-vos
e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo
para remissão dos vossos pecados,
e recebereis o dom do Espírito Santo.

13 – EP = Edição Pastoral[15]
38 Pedro respondeu:
«Arrependam-se,
e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo,
para o perdão dos pecados;
depois vocês receberão do Pai o dom do Espírito Santo.

14 – TEB = Tradução Ecumênica[16]
38 Pedro lhes respondeu:
Convertei-vos:
cada um de vós receba o batismo no nome de Jesus
para o perdão de pecados,
e recebereis o dom do Espírito Santo.

15 – BJ = Bíblia de Jerusalém[17]
38 Respondeu-lhes Pedro:
“Arrependei-vos,
e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo
para remissão dos vossos pecados.
Então recebereis o dom do Espírito Santo.

16 – BP = Bíblia Paulinas[18]
38 E Pedro lhes disse:
“Convertei-vos,
e sede batizados no nome de Jesus Cristo, cada um de vós,
para remissão dos vossos pecados;
e recebereis o dom do Espírito Santo.

17 - BPer. = Bíblia do Peregrino[19]
38 Pedro lhes respondeu:
-- Arrependei-vos,
e batizai-vos, cada qual invocando o nome de Jesus Cristo
para que sejam perdoados os vossos pecados.
E recebereis o dom do Espírito Santo.

18 – VFL = Versão Fácil de Ler[20]
38 Pedro lhes disse:
 – Arrependam-se
e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo
para o perdão dos pecados de vocês.
Então receberão o dom do Espírito Santo.

19 – BV = Bíblia Viva[21]
38 Pedro respondeu:
“Cada um de vocês deve abandonar o pecado, voltar-se para Deus
e ser batizado no nome de Jesus Cristo
para o perdão dos seus pecados:
então vocês também receberão o Espírito Santo, que será dado a vocês.

20 – NBV = Nova Bíblia Viva[22]
38 Pedro respondeu:
“Cada um de vocês deve abandonar o pecado, voltar-se para Deus
e ser batizado no nome de Jesus Cristo
para o perdão dos seus pecados.
Então vocês receberão o dom do Espírito Santo.

21 – NTJ = Novo Testamento Judaico[23]
38 Kefa respondeu-lhes:
“Abandonem o pecado, voltem para Deus,
e cada um de vocês seja imerso pela autoridade de Yeshua, o Messias,
para o perdão de seus pecados
e vocês receberão o dom do Ruach HaKodesh!

22 - Mensagem[24]
38 Pedro respondeu:
“Mudem de vida. Voltem-se para Deus,
e sejam batizados, cada um de vocês, no nome de Jesus Cristo,
para que seus pecados sejam perdoados.
Recebam o dom do Espírito Santo.

23 – DutraDias = Evangelhos e Atos da FEB[25]
38 E {disse}-lhes Pedro:
Arrependei-vos,
e cada um de vós seja mergulhado em nome de Jesus Cristo
para perdão dos vossos pecados,
e recebereis o dom do Espírito Santo.

24 – BI (2009) = Bíblia Interconfessional[26]
38 Pedro respondeu:
“Arrependam-se
e cada um seja baptizado em nome de Jesus Cristo,
para que Deus vos perdoe os pecados.
E receberão o dom do Espírito Santo.

25 – BI (1993) = Bíblia Interconfessional[27]
38 Pedro respondeu:
“Arrependam-se do mal
e cada um seja baptizado em nome de Jesus Cristo,
para que Deus vos perdoe os pecados
e receberão o Espírito Santo.

26 – TNM (1967) = Tradução Novo Mundo das Escrituras[28]
38 Pedro [disse] a eles:
“Arrependei-vos
e cada um de vós seja batizado no nome de Jesus Cristo,
para o perdão de vossos pecados,
e recebereis a dádiva gratuita do espírito santo.

27 – TNM (1983) = Tradução Novo Mundo das Escrituras[29]
38 Pedro [disse] a eles:
“Arrependei-vos
e cada um de vós seja batizado no nome de Jesus Cristo,
para o perdão de vossos pecados,
e recebereis a dádiva gratuita do espírito santo.

28 – BMS = Versão de Matos Soares[30]
38 Pedro então disse-lhes:
Fazei penitência,
e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo
para remissão de vossos pecados;
e recebereis o dom do Espírito Santo.


29 – APF = Versão de Antônio Pereira de Figueiredo[31]
38 Pedro então lhes respondeu:
Fazei penitência,
e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo
para remissão de vossos pecados:
e recebereis o dom do Espírito Santo.

30 – NTT = Novo Testamento de Taizé[32]
38 Pedro respondeu-lhes:
“Convertei-vos
e peça cada um o batismo em nome de Jesus Cristo,
para obter remissão de seus pecados;
e recebereis o dom do Espírito Santo.

31 – WCL = Novo Testamento Interlinear de W. C. Luz[33]
38 Pedro, porém, para com eles (E Pedro a eles):
Arrependei-vos diz [ele],
e seja batizado cada um de vós sobre (em) o nome de Jesus Cristo,
para perdão (remissão) dos pecados de vós (dos vossos pecados),
e recebereis a dádiva (o dom) do Santo Espírito (do Espírito Santo).

Todas estas 31 versões, de diversas confissões e perspectivas, mantêm a ordem de Atos 2.38, não importando a perspectiva teológica dos tradutores e do público alvo. A NVT está sozinha e isolada na versão alterada de Atos 2.38 que apresenta.


Acredito que se esta pesquisa fosse ampliada para outras versões em outras línguas, a desarmonia e dissonância da NVT seria mais evidente ainda.



Uma nova tradução criando velhos problemas

Juan Carlos Ortiz, já em 1975, data da primeira publicação de seu livro “O Discípulo”, assinalava o que ele chamou de “As Santas Tradições da Igreja Protestante”. Entre muitos exemplos citou o caso do batismo:

“Observei que a Bíblia diz: ‘Quem crer e for batizado será salvo’ (Mc 16.16). Nossa tradição, porém, ensina que quem crer e for salvo, após alguns meses de teste, será batizado” (ORTIZ, 1978, p.132).

F. F. Bruce comentando sobre Romanos 6 e sobre o valor salvífico que Paulo atribui ao batismo, diz o seguinte:

"Ouçam", diz ele; "vocês não se lembram do que aconteceu quando foram batizados?" Desta e doutras referências ao batismo nos escritos de Paulo, é certo que ele não considerava o batismo como um "extra optativo" na vida cristã, e que não teria pensado no fenômeno de um "crente não batizado". Podemos concordar ou não com Paulo, mas devemos ser justos para com ele, deixando-o defender e ensinar suas próprias crenças, e não torcê-las para fazê-las amoldar-se àquilo que nós preferimos que ele tivesse dito. (Isto se aplica a muitos outros assuntos, além da doutrina batismal de Paulo.) [...]Na verdade, a fé em Cristo e o batismo eram experiências não muito distintas entre si, como partes de um todo uno. No batismo, a fé em Cristo era elemento essencial pois, sem ela, a aplicação de água, mesmo acompanhada pelas palavras adequadas, não seria batismo. (BRUCE, 1979, p. 67)

O erudito evangélico brasileiro Dr. Ênio R. Müller, falando sobre a famosa questão do batismo como parte do processo de salvação em 1Pedro 3.20-21, usa de uma ponderação muito positiva e sábia. Ressalto especialmente os grifos, que são meus, no texto do prof. Müller:

A menção do “batismo que vos salva” logo faz acender uma antiga disputa dentro da igreja cristã, acerca dos sacramentos e de sua eficácia. Tomada isoladamente, esta expressão pode levar a extremos na sua compreensão, que vão bem mais longe do que o autor diz aqui (tanto que ele mesmo se apressa em explicar um pouco o que está dizendo). Temos que cuidar aqui com dois extremos: primeiro, o texto diz que o batismo salva, e isso deve ser levado a sério. Todo menosprezo e depreciação do batismo é julgado aqui; ele é um fator no processo da salvação. Segundo, uma concepção do batismo como fator autossuficiente no processo de salvação fica excluída, tanto pelo que vem logo a seguir, como por outras passagens da carta (cf. as que falam da fé e da obediência à verdade como “causas primeiras” do lado humano do processo; 1.5, 9,21,22; 2.7; bem como a incredulidade e a desobediência como o impedindo, 2.7, 8;. 3.20; 4.17,18). Muitos interpretam o “novo nascimento”, de que fala 1.3,23, como simultâneo ao batismo, o que, visto por um lado, pode ser certo; por outro, ele também está ligado à fé, à ocasião em que eles creram na mensagem do evangelho, “sendo convertidos ao Pastor”, Cristo (2.25). (MÜLLER, 1988, p. 220-221)

Alterar a ordem das frases de Atos 2.38 para salvaguardar a doutrina de alguns segmentos evangélicos é uma medida radical demais para uma versão erudita e fiel. Felizmente, a NVT não alterou 1Pedro 3.21 permitindo a Pedro afirmar o valor do batismo no processo de salvação:

“e aquela água simboliza o batismo que agora os salva, não pela remoção da sujeira do corpo, mas porque no batismo vocês declaram ter boa consciência diante de Deuse. Ela é eficaz por meio da ressurreição de Jesus Cristo”. (1Pe 3.21 - NVT)

Ora, seria bom permitir que Pedro também falasse livremente em Atos 2.38, sem alterar a ordem e o sentido de suas palavras.

A NVT foi lançada em 2016 e vai lutar para encontrar espaço entre as principais versões bíblicas usadas no Brasil. Acredito que a correção de leituras como estas seria salutar para a versão, sem invalidar a fé dos tradutores e ao mesmo tempo, sem forçar esta fé sobre o texto e a fé dos que creem em Cristo de modo diverso.





BIBLIOGRAFIA CITADA

BRUCE, F. F. Romanos: Introdução e comentário. São Paulo: Vida Nova, 1979.
BRUCE, F. F. The Acts of the Apostles: the greek text with introduction and commentary. Ninth printing. Grand Rapids: Eerdmans, 1979.
MÜLLER, Ênio R. 1Pedro: Introdução e comentário. São Paulo: Vida Nova, 1988.
NESTLE-ALAND (Editores). Novum Testamentum Graece (28ª Edição), Deutsche Bibelgesllschaft Stuttgart, Stuttgart, 2012.
NESTLE-ALAND (Editores). Novum Testamentum Graece (27ª Edição), Deutsche Bibelgesllschaft Stuttgart, Stuttgart, 1993.
OMANSON, Roger L. Variantes Textuais do Novo Testamento: Análise e Avaliação do Aparato Crítico de “O Novo Testamento Grego”, Barueri: SBB, 2010.
O NOVO TESTAMENTO GREGO – 4a Edição Revisada com introdução em português e dicionário grego-português. São Paulo: Sociedade Bíblica do Brasil; Stuttgart: Sociedade Bíblica Alemã, 2009.
ORTIZ, Juan Carlos. O Discípulo. 5a Edição. Belo Horizonte: Betânia, 1978.
PESTANA, A. C. Sempre Me Perguntam! 4a Edição. Recife: Editora EBNESR, 2016.
TAYLOR, W. C. Introdução ao Estudo do Novo Testamento Grego. 5a Edição. Rio de Janeiro: JUERP, 1977.
THE COMPARATIVE BIBLE: New Testament Edition. Nashville: Royal Publishers, 1969.
THE GREEK NEW TESTAMENT. Fourth Revised Edition. 2nd print. Stuttgart: Deutsche Bibelgesellschaft, 1994.
VAUGHAN, Curtis. The New Testament from 26 Translations. Grand Rapids: Zondervan, 1967.


VERSÕES BÍBLICAS CITADAS

A21 = BÍBLIA SAGRADA Almeida Século 21. São Paulo: Vida Nova, 2008.
AEC = BÍBLIA SAGRADA. Tradução de João Ferreira de Almeida. Edição Contemporânea. Deerfield: Vida, 1994.
APF = BÍBLIA SAGRADA. Tradução de Antônio Pereira de Figueiredo. Edição Ecumênica. Rio de Janeiro: Encyclopaedia Britannica Publishers, 1977.
ARA = BÍBLIA SAGRADA. Tradução de João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada no Brasil. 2a Edição. Barueri: SBB, 1993.
ARC = BÍBLIA SAGRADA. Tradução de João Ferreira de Almeida. Revista e Corrigida. Edição de 1995. Barueri: SBB, 1995.
AVR = O NOVO TESTAMENTO. Baseada na Tradução em Português de João Ferreira de Almeida. De acordo com os melhores textos. Rio de Janeiro: IBB, 1981.
BAM = BÍBLIA SAGRADA. Tradução dos originais mediante a versão dos Monges Maredsous (Bélgica) pelo Centro Bíblico de São Paulo. 18a Edição. São Paulo: Editora Ave Maria, 1971.
BI (1993) = A BÍBLIA PARA TODOS: Edição Interconfessional do hebraico, do aramaico e do grego em português corrente. Lisboa: Sociedade Bíblica de Portugal, 1993.
BI (2009) = A BÍBLIA PARA TODOS: Edição Interconfessional. Lisboa: Sociedade Bíblica de Portugal, 2009.
BJ = A BÍBLIA DE JERUSALÉM. Nova edição, revista. São Paulo: Paulinas [Paulus], 1985.
BLH = BÍBLIA SAGRADA. Tradução na linguagem de hoje. São Paulo: SBB, 1988.
BMS = O NOVO TESTAMENTO traduzido da Vulgata e anotado pelo Pe. Matos Soares. São Paulo: Edições Paulinas, 1957.
BP = A BÍBLIA: Novo Testamento. São Paulo: Paulinas, 2015.
BPer. = BÍBLIA DO PEREGRINO. Novo Testamento. 2a Edição. São Paulo: Paulus, 2000.
BV = A BÍBLIA VIVA. Segunda edição. São Paulo: Mundo Cristão, 2002.
CNBB = BÍBLIA SAGRADA. Tradução da CNBB. 10a Edição. Brasília: Edições CNBB, 2010.
DutraDias = O NOVO TESTAMENTO. Tradução de Haroldo Dutra Dias. 1a Ed. 2a Imp. Brasília: FEB, 2013.
EP = BÍBLIA SAGRADA. Edição Pastoral. São Paulo: Paulus, 1990.
KJA = BÍBLIA SAGRADA. Tradução King James Atualizada. São Paulo: Abba Press, 2001.
Mensagem = A MENSAGEM: A Bíblia em Linguagem Contemporânea. São Paulo: Vida, 2011.
NBV =NOVA BÍBLIA VIVA. São Paulo: Mundo Cristão, 2010.
NVI = BÍBLIA SAGRADA. Nova versão internacional. São Paulo: Vida, 2000.
NVT = BÍBLIA SAGRADA: Nova Versão Transformadora. 1a Edição. São Paulo: Mundo Cristão, 2016
NTJ = NOVO TESTAMENTO JUDAICO. São Paulo: Vida, 2007.
NTLH = BÍBLIA SAGRADA. Nova tradução na linguagem de hoje. Barueri: SBB, 2000.
NTT = NOVO TESTAMENTO. São Paulo: Herder, 1970.
TB = BÍBLIA SAGRADA. Tradução Brasileira. Barueri: SBB, 2010.
TEB = A BÍBLIA. Tradução Ecumênica. Nova Edição Revista e Corrigida. São Paulo: Loyola; São Paulo: Paulinas, 1995.
TNM (1967) = TRADUÇÃO NOVO MUNDO DAS ESCRITURAS SAGRADAS. Tradução da versão inglesa de 1961 mediante consulta constante ao antigo texto hebraico, aramaico e grego. Edição Brasileira. New York: Watchtower Bible and Tract Society of New York, 1967.
TNM (1983) = TRADUÇÃO NOVO MUNDO DAS ESCRITURAS SAGRADAS. Tradução da versão inglesa de 1961 mediante consulta constante ao antigo texto hebraico, aramaico e grego. Revisada em 1977, Nova Edição de 1983. Edição Brasileira. New York: Watchtower Bible and Tract Society of New York, 1983.
VFL = NOVO TESTAMENTO: versão fácil de ler. São Paulo: Vida Cristã, 1999.
WCL = O NOVO TESTAMENTO INTERLINEAR de Waldyr Carvalho Luz; o texto grego Nestle (26a Edição) com uma tradução literal em português. São Paulo: Cultura Cristã, 2003.




[1] NVT = BÍBLIA SAGRADA: Nova Versão Transformadora. 1a Edição. São Paulo: Mundo Cristão, 2016
[2] Disponível em http://www.biblestudytools.com/nlt/acts/2.html  Acessado em 10 de dezembro de 2016.
[3] ARA = BÍBLIA SAGRADA. Tradução de João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada no Brasil. 2a Edição. Barueri: SBB, 1993.
[4] ARC = BÍBLIA SAGRADA. Tradução de João Ferreira de Almeida. Revista e Corrigida. Edição de 1995. Barueri: SBB, 1995.
[5] AEC = BÍBLIA SAGRADA. Tradução de João Ferreira de Almeida. Edição Contemporânea. Deerfield: Vida, 1994.
[6] AVR = O NOVO TESTAMENTO. Baseada na Tradução em Português de João Ferreira de Almeida. De acordo com os melhores textos. Rio de Janeiro: IBB, 1981.
[7] TB = BÍBLIA SAGRADA. Tradução Brasileira. Barueri: SBB, 2010.
[8] BLH = BÍBLIA SAGRADA. Tradução na linguagem de hoje. São Paulo: SBB, 1988.
[9] NTLH = BÍBLIA SAGRADA. Nova tradução na linguagem de hoje. Barueri: SBB, 2000.
[10] NVI = BÍBLIA SAGRADA. Nova versão internacional. São Paulo: Vida, 2000.
[11] KJA = BÍBLIA SAGRADA. Tradução King James Atualizada. São Paulo: Abba Press, 2001.
[12] A21 = BÍBLIA SAGRADA Almeida Século 21. São Paulo: Vida Nova, 2008.
[13] CNBB = BÍBLIA SAGRADA. Tradução da CNBB. 10a Edição. Brasília: Edições CNBB, 2010.
[14] BAM = BÍBLIA SAGRADA. Tradução dos originais mediante a versão dos Monges Maredsous (Bélgica) pelo Centro Bíblico de São Paulo. 18a Edição. São Paulo: Editora Ave Maria, 1971.
[15] EP = BÍBLIA SAGRADA. Edição Pastoral. São Paulo: Paulus, 1990.
[16] TEB = A BÍBLIA. Tradução Ecumênica. Nova Edição Revista e Corrigida. São Paulo: Loyola; São Paulo: Paulinas, 1995.
[17] BJ = A BÍBLIA DE JERUSALÉM. Nova edição, revista. São Paulo: Paulinas [Paulus], 1985.
[18] BP = A BÍBLIA: Novo Testamento. São Paulo: Paulinas, 2015.
[19] BPer. = BÍBLIA DO PEREGRINO. Novo Testamento. 2a Edição. São Paulo: Paulus, 2000.
[20]VFL = NOVO TESTAMENTO: versão fácil de ler. São Paulo: Vida Cristã, 1999.
[21] BV = A BÍBLIA VIVA. Segunda edição. São Paulo: Mundo Cristão, 2002.
[22] NBV =NOVA BÍBLIA VIVA. São Paulo: Mundo Cristão, 2010.
[23] NTJ = NOVO TESTAMENTO JUDAICO. São Paulo: Vida, 2007.
[24] Mensagem = A MENSAGEM: A Bíblia em Linguagem Contemporânea. São Paulo: Vida, 2011.
[25] DutraDias = O NOVO TESTAMENTO. Tradução de Haroldo Dutra Dias. 1a Ed. 2a Imp. Brasília: FEB, 2013.
[26] BI (2009) = A BÍBLIA PARA TODOS: Edição Interconfessional. Lisboa: Sociedade Bíblica de Portugal, 2009.
[27] BI (1993) = A BÍBLIA PARA TODOS: Edição Interconfessional do hebraico, do aramaico e do grego em português corrente. Lisboa: Sociedade Bíblica de Portugal, 1993.
[28] TNM (1967) = TRADUÇÃO NOVO MUNDO DAS ESCRITURAS SAGRADAS. Tradução da versão inglesa de 1961 mediante consulta constante ao antigo texto hebraico, aramaico e grego. Edição Brasileira. New York: Watchtower Bible and Tract Society of New York, 1967.
[29] TNM (1983) = TRADUÇÃO NOVO MUNDO DAS ESCRITURAS SAGRADAS. Tradução da versão inglesa de 1961 mediante consulta constante ao antigo texto hebraico, aramaico e grego. Revisada em 1977, Nova Edição de 1983. Edição Brasileira. New York: Watchtower Bible and Tract Society of New York, 1983.
[30] BMS = O NOVO TESTAMENTO traduzido da Vulgata e anotado pelo Pe. Matos Soares. São Paulo: Edições Paulinas, 1957.
[31] APF = BÍBLIA SAGRADA. Tradução de Antônio Pereira de Figueiredo. Edição Ecumênica. Rio de Janeiro: Encyclopaedia Britannica Publishers, 1977.
[32] NTT = NOVO TESTAMENTO. São Paulo: Herder, 1970.
[33] WCL = O NOVO TESTAMENTO INTERLINEAR de Waldyr Carvalho Luz; o texto grego Nestle (26a Edição) com uma tradução literal em português. São Paulo: Cultura Cristã, 2003.

Um comentário:

  1. Em nada muda a verdade Bíblica, o Batismo não salva, porém o salvo é batizado!

    ResponderExcluir